sábado, 3 de setembro de 2011

Confissões de uma noiva...

Em: A lista de convidados.

Nós programamos realizar o casamento pra daqui um ano, mais ou menos.
Então, você deve ta pensando, poxa um ano é muita coisa. Pra que pressa?
Nós também pensavamos assim, e pra deixar mais especifico, eu pensava assim! E ai, chegamos aqui, a um ano que antecede esse dia que, eu nem sei imaginar, é algo muito grande! 
E se fosse somente a organização de uma festa, ah como seria bom!
Mas ai vem junto com essa festa, tudo que gira em torno dela. 
Vamos nos casar, e como dizem, 'quem casa quer casa'. é assim?! Enfim, nós a queremos, muito. E vamos começa-la do zero. 
Queremos fugir do convencional, não abrindo mão de costumes como viagem de lua de mel. E lá vamos nós, que não somos muito de viagens, nos aventurar a fora. 
E em tudo isso, uma coisa é fundamental. Grana.
O que nos trás aqui, nesse um ano de antecedência de planos, de onde vamos poupar, tirar, economizar, quebrar...
Cada decisão sobre nosso futuro, é uma grande prova de como compartilhar a vida não é brincadeira. 
Se perdemos o controle ou nos irritamos facilmente com coisas tão pequenas, como sera com coisas muitos mais sérias no futuro juntos?!
Nos ja havíamos feito algumas outras listas de convidados, alguns rascunhos pra ter uma ideia. 
Agora que queremos ter uma base, nos sentamos para fazer uma lista "definitiva". Sujeita ainda a alguma alteração de convidado, mas não de numero de pessoas.
Fazer essa lista foi meio complicado pra mim. Eu sempre achei meu noivo um tanto quanto simpático demais. E não que isso seja algo ruim, talvez só pra mim. Então, eu sempre fico com a orelha meio em pé, como diria minha tia Marta, com as pessoas que ele esta convidando. A cada pessoa eu fico me imaginando com aquela pokerface de casamento. Mas ai, entendi que casamento é isso mesmo né, uma cara de simpatia e cordialidade com pessoas que você não faz a menor ideia de quem é, e faz tanta diferença na vida de alguém que você escolheu dividir a vida. Eu estava evitando colocar pessoas que não fizessem tanto sentido pra ele quanto pra mim. Mas em meio a essa situação, e meu vasto numero de convidados, coloquei os meus estranhos queridos, e segui mantendo a minha felicidade pelo próximo. Já que o próximo, formará comigo um só. 
Quanto a lista, espero não precisar reformula-la, ou fazer qualquer alteração. Sempre fico com aquela sensação de 'isso não esta certo'. 
Esse sentimento egoísta some né? Sei que sim...
É pra esse tipo de coisa que existe o tempo do noivado. Você vai sendo aperfeiçoado, ou ao menos, abrindo os olhos de coisas suas que não servirão pros dois.
E pra finalizar, fixar e nunca duvidar, Deus é por nós o tempo todo. E não importa qualquer uma de nossas programações, será tudo quanto a vontade dEle. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário